Cães resgatados viram modelos para campanha de estímulo à adoção

Fotos foram feitas no Fun Museu, com parceria do fotógrafo Luiz Fernando dos Santos e da estética animal Pettit Dí Bichô em favor da Ong Protetores Voluntários de Camboriú

 Nove cães com uma história em comum: vida sofrida e que merece amparo. Viveram nas ruas ou em casas em que eram maltratados e aguardam por uma nova chance perto de quem os façam felizes. Por isso, a criação de uma campanha para estimular a adoção de cães adultos, algo tão difícil, uma vez que os queridinhos são os filhotes. Eles foram retirados da rua em situações críticas, casos de maus tratos ou simplesmente foram abandonados por não “caberem na mudança”. Bily Pirata, Vovó Filó, Bilinho, Cacau, Belinha, Catucha, Lessi, Penélope Charmosa e Teddy Sacada foram escolhidos como representantes deste projeto que visa angariar fundos para a Ong Protetores de Animais de Camboriú. E viraram estrelas por um dia para serem percebidos por pessoas de toda a região.

A entidade Protetores Voluntários de Camboriú não tem ajuda financeira do poder público e sobrevive de doações dos voluntários e demais simpatizantes da causa animal e terá apoio da comunidade com a campanha que traz o Fun Museu, a estética animal Pettit Dí Bichô e o fotógrafo Luiz Fernando dos Santos como apoiadores da causa. Juntos eles realizaram sessão fotográfica dos animais que aguardam por um novo lar.

“A proposta é mostrar o lado bonito destes bichos que sofrem tanto sem necessidade. A ideia é mostrar às pessoas que são vidas importantes e merecem carinho, atenção e quem sabe até um novo lar”, diz o criador do Fun Museu, Ricardo Ruas. A dinâmica da campanha é estimular que as pessoas realizem sessões de fotos com seus pets produzidas pelo fotógrafo Luiz Fernando dos Santos no Fun Museu. Parte da renda será revertida à Ong.

A entidade surgiu em 2016 com o objetivo de ajudar esses seres que muitas vezes passam despercebidos aos olhos dos humanos. A parceria deu certo, o grupo cresceu e em 2018 a Ong Protetores de Animais de Camboriú foi formalizada. “Não temos abrigo para acolher os peludinhos, o que acaba limitando o resgate em casos mais graves, os mais debilitados, com maus tratos, além de fêmeas prenhas e filhotes abandonados que não sobrevivem sozinhos nas ruas. Após resgate e atendimento veterinário, eles ficam em lar temporário nas casas das voluntárias até serem adotados por famílias com condições de suprir as necessidades básicas e, principalmente, dispostas a darem muito amor e carinho” revela a tesoureira da entidade Marciani Regina Metz Castro.

Há muitos casos complicados. Diariamente a entidade recebe diversos pedidos de resgates de animais atropelados e denúncias das mais variadas, como abandono, maus tratos, negligência dos tutores, entre outros. E contar com a ajuda do grupo passou a ser um alento para esses seres indefesos Todos são voluntários e realizam o trabalho com muito amor.  “Os resgates são tristes e bastante dolorosos para nós também. Inúmeras vezes choramos diante da situação degradante em que encontramos os animais, desabamos diante das perdas sim, mas também choramos de alegria após a recuperação e adoção dos nossos resgatados”, destaca a voluntária. Ela reforça a importância da adoção de um animal adulto. “Vamos fazendo um pouquinho cada dia, de acordo com as nossas possibilidades, já que também temos família e vida profissional. Com a ajuda dos voluntários temos ótimos resultados, conseguindo salvar muitas vidinhas”, completa, comemorando já o número de mais de mil registros na Ong, entre resgates, castrações e adoções bem-sucedidas.

Para a produção das peças, a estética animal Pettit Dí Bichô, de Itajaí, teve importante contribuição. Eles foram responsáveis por dar banho e embelezar os “artistas”. “Os modelos tiveram uma manhã de relaxamento, com massagem, banho, perfume especial… Tudo para ficarem ainda mais lindos e chamarem a atenção para conquistar uma nova família”, revela Eva Beos, da Pettit Dí Bichô.

Os apoiadores da campanha

Luiz Fernando dos Santos Fotógrafo: o olhar estético do fotógrafo Luiz Fernando dos Santos vai além dos modelos humanos. Ele já está acostumado a lidar com pets, sejam eles cães ou gatos. E todo o apelo conceitual, com fotos de belíssimo resultado, ele também aplica com os animais de estimação. É uma ótima oportunidade de garantir uma eterna recordação de seu bichinho e ainda colaborar com uma entidade tão importante na causa animal.

Pettit Dí Bichô: estética animal localizada em Itajaí, tem especializações com cães e gatos. Estes, aliás, têm um dia exclusivo de atendimento, sempre às segundas-feiras, entre 14h e 19h. Todo o trabalho tem como base uma atuação comportamental e de cuidados especiais tratando os traumas em manuseio e banho de cães que já sofreram com experiências ruins. O mesmo vale para os bichinhos resgatados, que necessitam de segurança e autoconfiança em ambiente que não estão acostumados. Vale destacar o espaço interativo cognitivo, criado para o bem-estar dos animais. Ou seja, nada de gaiolas na estética. E os profissionais que atuam partem do conceito da comunicação positiva com os pets. Contato: (47) 9 9702-5681

Fun Museu: primeiro museu permanente do Brasil para os conectados nas redes sociais, o Fun Museu está localizado em Balneário Camboriú e possui mais de 25 criativos e interativos cenários para a produção de conteúdo para a internet. Qualquer pessoa que tenha Instagram, TikTok, Facebook, Lomotofi, Linkedin ou outra rede social é muito bem-vinda. E agora, com esta campanha, poderá também agendar a vinda com seus bichinhos de estimação.

A dinâmica da campanha

Ao adquirir uma sessão de fotos completa com o seu pet assinada pelo fotógrafo Luiz Fernando dos Santos no Fun Museu você estará contribuindo com a Ong Voluntários Protetores de Camboriú. São sessões de uma ou duas horas nos cenários criativos e interativos e todo o material que render neste período é entregue pelo fotógrafo. Informações sobre valores e agendamentos pelo Instagram @funmuseu ou pelo WhatsApp (47) 9 8860-4932

FUN MUSEU

Rua: Gaturamo, 63, sala 2

Bairro Ariribá – Balneário Camboriú (SC)

Redes sociais: @funmuseu

Telefone e WhatsApp: 47 9 8860-4932

Acesse: www.funmuseu.com.br