Pesquisa vai analisar produção de dança em BC e Itajaí

Desenvolvido por Letícia Souza, projeto está sendo realizado em nove cidades do Estado

Balneário Camboriú e Itajaí estão na rota de uma importante iniciativa na área da dança. Desenvolvida pela bailarina e pesquisadora Letícia Souza, a iniciativa ocorrerá com professores e profissionais nos dias 23, 26, 30 de maio e 2 de junho, por meio de encontros virtuais gratuitos na plataforma Zoom. Como tema dos debates, com início às 20 horas, estão: “Educação e Criação” e “Produção e Políticas Públicas”. As inscrições podem ser feitas pelo link. Os encontros serão mediados por Letícia e terá significativos nomes da área participando como: Roberta Prado Guimarães, Fernando Dalla Nora, Giovanna Tamburo, Mauro Filho, Isleide Steil e Ana Clara Marques

O projeto também será desenvolvido ao longo do primeiro semestre de 2022 nos municípios de São Miguel do Oeste, Joaçaba, Xanxerê, Garopaba, Laguna, Tubarão, Balneário Camboriú e Itajaí. O projeto “Pesquisa e Registros de dança: encontros e experiências” é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Catarinense de Cultura, com recursos do Prêmio Elisabete Anderle de Apoio à Cultura/Artes – Edição 2021.

Desde 2017, Letícia está pesquisando sobre a dança no Estado. Segundo ela, o objetivo é propiciar o diálogo sobre assuntos que permeiam o campo da dança entre artistas, pesquisadores, professores, produtores e gestores. “Os relatos colhidos durante o projeto – registros escritos e vídeos, serão disponibilizados através do site www.comodancaremsc.com.br – permitindo assim acesso livre para os interessados em conhecer e analisar sobre a produção de dança feita em Santa Catarina”, comenta. Para saber mais informações basta acessar o instagram @comodancaremsc

Sobre a pesquisadora

Leticia Souza é Dançarina, Atriz, Curadora, Produtora e Gestora Cultural. Desenvolve projetos e ações culturais com foco na criação e circulação de obras de teatro e de dança, ações formativas e pesquisa/registro de dança. Durante sua trajetória foi contemplada com prêmios nacionais e estaduais, tais como: Prêmio Klauss Vianna de Dança da FUNARTE – Ministério da Cultura do Brasil, Prêmio de Reconhecimento por Trajetória Cultural e Prêmio Elisabete Anderle, ambos da Fundação Catarinense de Cultura. Idealizadora e Coordenadora do Projeto Como Dançar em Santa Catarina? – plataforma de pesquisa e registro de dança. Mestra em Teatro na Universidade do Estado de Santa Catarina, com pesquisa sobre as relações entre dança, memória e subversão.

Agende-se:

Projeto Como dançar em SC – edição Balneário Camboriú

Tema: Educação e Criação

Quando: 23 de maio – 20h

Tema: Produção e Políticas Públicas

Quando: 30 de maio – 20h

Onde: Plataforma virtual Zoom

Projeto Como dançar em SC – edição Itajaí

Tema: Educação e Criação

Quando: 26 de maio – 20h

Tema: Produção e Políticas Públicas

Quando: 02 de junho – 20h

Onde: Plataforma virtual Zoom

Mais informações pelo instagram @comodancaremsc e email comodancaremsc@gmail.com